O QUE É PREENCHIMENTO?

Preenchimento com ácido hialurônico – onde e para que ele pode ser usado?
Muitos de vocês já devem ter ouvido falar sobre preenchimento com ácido hialurônico, mas você sabe onde e para que ele pode ser usado?
Antes de respondermos a essa pergunta, vamos falar um pouquinho sobre ele.

O QUE É?

O ácido hialurônico é uma substância naturalmente presente em nosso organismo; é uma molécula de açúcar, presente nos tecidos conjuntivos, que atrai a água e pode atuar como lubrificante. No nosso corpo, 56% do ácido hialurônico presente encontra-se na pele, onde ele atua preenchendo o espaço entre as células, o que a mantém lisa, elástica e bem hidratada.
Com o passar dos anos, a concentração do ácido hialurônico no nosso organismo diminui, fazendo nossa pele ficar desidratada e sem densidade, perdendo o volume, a sustentação e a firmeza e, com isso, acentuando o aparecimento de rugas, sinais de envelhecimento e linhas de expressão . É aqui que se faz necessário o uso do ácido hialurônico injetável, os famosos preenchedores. Ele nada mais é que um gel a base de glicosaminoglicanas, de textura viscosa e incolor, biocompatível com nosso organismo, que preenche os déficits de volume no rosto.

COMO RECONHECER QUANDO ESTAMOS PERDENDO O VOLUME DO ROSTO?

A forma visual mais fácil de reconhecer essa perda é o famoso “triângulo da beleza” (ou triângulo invertido), região que representa o equilíbrio facial que envolve 3 áreas: bochechas, mandíbula e queixo.
Em rostos jovens, o equilíbrio facial é mais aparente, a distribuição de volume cria uma aparência mais atraente, com maçãs do rosto mais altas, queixo mais definido, pele mais lisa e linha das mandíbulas mais evidentes. A interligação desses pontos formam um triângulo.

FOTO TRIÂNGULO INVERTIDO NO ROSTO

Porém, em rostos mais envelhecidos pelo passar dos anos, o triângulo se inverte, dando origem ao desequilíbrio dos volumes faciais, a flacidez e a expressão de cansaço e abatimento. A mandíbula fica mais ampla, a testa e a sobrancelhas apresentam rugas e cantos da boca virados para baixo.

É aqui que o preenchimento com ácido hialurônico pode ser usando atenuando sulcos e vincos e, por ter a capacidade de atrair moléculas de água para a região onde foi aplicado, proporciona contorno e hidratação para a pele.
Agora que já sabemos o que é o preenchimento com ácido hialurônico, podemos responder com mais propriedade onde e para que ele pode ser usado.

ONDE E PARA QUE PODE SER APLICADO?

O preenchimento com ácido hialurônico pode ser usado em todas as partes da face onde se nota perda de volume, desde os lábios ao contorno facial.
Contorno de Mandíbula – pode ser usado para contornar a mandíbula, deixando a mesma mais marcada e definida, melhorando o ângulo da face;
Goteira Lacrimal (olheiras) – usado nesta região para melhorar a depressão existente no local, que gera um ar de cansaço;
Preenchimento Labial – usado tanto para volumizar, como para melhorar o contorno ou ate mesmo aumentar a hidratação dos lábios;
Linha Marionetes – aquele famoso sulco que começa no canto dos lábios e desce em direção ao queixo, chamada popularmente de marionete, pode ser corrigida com o uso de ácido hialurônico;
Maçãs do Rosto – com o passar dos anos, a região das bochechas pode diminuir ou até mesmo “descer” devido ao processo do envelhecimento. Com o uso do ácido hialurônico podemos moldar esta região para melhorar sua projeção;
Malar (linha do blush) – faz a definição dos ângulos da face na sua porção medial, próxima aos olhos, muito valorizadas pelas mulheres na hora da maquiagem;
Mento (queixo) – podemos projetar o queixo no caso de pacientes que o tem muito pequeno ou até mesmo retraído, ou ainda moldá-lo de forma mais quadrada (homens) ou mais angulada (mulheres), valorizando assim o formato da face;
Nariz (rinomodelação) – usada para corrigir pequenas imperfeições do nariz, como dar uma leve empinada na ponta nasal ou ainda corrigir a gibosidade, aquela curvatura excessiva no dorso do nariz;
Região Supralabial – tratamento das rugas ao redor dos lábios, mais conhecida como código de barras;
Sulco Nasolabial (bigode chinês) – sulco que se forma paralelo a linha da boca, pode ser corrigido com o uso do preenchedor.
Têmporas (região próxima aos olhos na curvatura da face) – com o passar dos anos esta região vai ficando mais afundada. O ácido hialurônico pode dar volume a essa região, criando um aspecto mais jovial ao paciente.
A aplicação de ácido hialurônico é um procedimento realizado em consultório médico, com uso de anestésico local para maior conforto do paciente. Não há cortes na pele e são utilizados cânulas ou agulhas para injetar o produto na região a ser tratada. Apesar do limiar de dor ser variável de pessoa para pessoa, pode-se dizer que é um procedimento bastante tranquilo.
O procedimento dura em média 30 minutos e é possível retornar as atividades normais imediatamente após a aplicação.
Logo após a aplicação, é possível que o paciente apresente um pequeno inchaço na região onde foi aplicado o preenchimento. Pequenos hematomas no local, mesmo não sendo muito comum, podem aparecer em algumas situações. Esses sintomas desaparecem, em média, 7 dias após a aplicação. Recomenda-se evitar qualquer tipo de exercício físico na primeiras 24 horas.
O tempo de duração do preenchimento com ácido hialurônico varia, normalmente de oito a dezoito meses, dependendo da idade, tipo de pele e hábitos diários do paciente.

Se você deseja saber mais sobre preenchimento com ácido hialurônico procure um médico de sua confiança.

Dr. Amarilho Soares Júnior

Médico, CRM/SP 157417, responsável pela Vie Privilège Clinique.